JavaScript must be enabled in order for you to see "WP Copy Data Protect" effect. However, it seems JavaScript is either disabled or not supported by your browser. To see full result of "WP Copy Data Protector", enable JavaScript by changing your browser options, then try again.
ENDEREÇO:
Núcleo Rural Alexandre Gusmão - Gleba 03 Lote 369 Chácara 03 e 04
Ceilandia - Brasília/DF
INFORMAÇÕES DE CONTATO:
[email protected]
Tel: (61) 3375-5578 / 3375-6381
Cel: (61) 98442-3416

Você sabe quais são os perigos da dependência cruzada? Descubra!

O consumo regular de uma droga, sozinho, já causa danos à saúde. Frequentemente, além disso, o aumento da tolerância do usuário a ela e a necessidade de atingir as sensações proporcionadas, sejam de euforia, sono ou alucinação, por exemplo, faz com que muitas pessoas passem a recorrer também a outras drogas. Assim, então, se inicia a dependência cruzada.

Um caso comum é o provocado pelo consumo de álcool. No Brasil, segundo o Levantamento Nacional de Álcool e Drogas, 36% da população declara beber álcool regularmente, mais de uma vez durante a semana. A partir dele, há usuários que, motivados pelo próprio ambiente, procurem também experimentar anfetaminas, heroína, maconha…

A dependência cruzada, como toda aquela relacionada a drogas, é extremamente prejudicial para a saúde e para a vida do paciente. Continue a leitura de nosso artigo abaixo e entenda quais são alguns dos riscos que ela acarreta.

Afastamento social

A dependência química tem a capacidade destrutiva de alterar os sentimentos e as ações dos dependentes, fazendo com que se afastem ou sejam afastados daqueles de seu convívio.

Em um ambiente familiar, por exemplo, comportamentos violentos e depressivos podem resultar em brigas que tornem o contexto ainda mais delicado. Na situação de dependência cruzada, os problemas são potencializados, já que agem os efeitos colaterais de duas ou mais drogas.

Depressão

O uso de drogas combinadas promove alterações danosas no sistema nervoso que podem tanto piorar quanto contribuir para o desenvolvimento de um quadro depressivo, especialmente em pessoas que já tenham predisposição genética.

Cintra IT - Seu site profissional responsivo! Ligue (61) 98416-7091

Maconha, LSD, cocaína e álcool têm a capacidade de influenciar receptores de neurotransmissor de serotonina do cérebro. Assim, o corpo é levado a graves transtornos de humor, como a depressão.

Problemas no trabalho

O uso frequente de entorpecentes, combinados, além do afastamento social citado, afeta a produtividade e gera uma grande dificuldade de o indivíduo se concentrar em suas tarefas.

Assim, uma simples atividade da rotina de trabalho se torna uma tarefa complexa, na qual há grandes chances de falha. As drogas, afinal, levam a sintomas como confusão, desinteresse, irritabilidade e ansiedade.

Risco de overdose

Misturar entorpecentes faz com que o organismo receba uma alta quantidade de ingredientes maléficos a seu funcionamento. Hoje, por exemplo, o crack tem sido uma das drogas mais comuns em casos de dependência cruzada.

Barata e perigosa, a fórmula reúne cocaína, bicarbonato de sódio e amônia, em quantidades variáveis, além de outras substâncias adicionadas para aumentar seu volume que podem comprometer a capacidade órgãos como pulmão e rins, levando a uma overdose em pouco tempo.

A dependência cruzada, enfim, seja para suprir a abstinência de outra droga ou para amenizar efeitos colaterais da resistência desenvolvida por aquela de que o usuário já faz uso, é perigosa, mas pode ser tratada. Para isso, nossa comunidade terapêutica, trabalha com equipe multidisciplinar apta a reabilitar o dependente químico e proporcionar a ele renovação de bem-estar.

Cintra IT - Tudo para sua empresa ou negócio viver bem na web.

Usamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência.