JavaScript must be enabled in order for you to see "WP Copy Data Protect" effect. However, it seems JavaScript is either disabled or not supported by your browser. To see full result of "WP Copy Data Protector", enable JavaScript by changing your browser options, then try again.
ENDEREÇO:
Núcleo Rural Alexandre Gusmão - Gleba 03 Lote 369 Chácara 03 e 04
Ceilandia - Brasília/DF
INFORMAÇÕES DE CONTATO:
[email protected]
Tel: (61) 3375-5578 / 3375-6381
Cel: (61) 98442-3416

Número de vagas para tratamento de dependentes químicos é ampliado

EM CAMPO GRANDE: Termo que garante o aumento foi assinado nesta pelo prefeito.

O prefeito Marquinhos Trad assinou na manhã desta quinta-feira (05), o termo que amplia o número de vagas para tratamento de dependentes químicos e dá continuidade as ações do Programa de Ação Integrada e Continuada (PAIC). Desde o meio do ano 2017, a Prefeitura tem realizado diversos trabalhos em parceria com as secretarias e comunidades terapêuticas visando tirar as pessoas da rua, dando novas oportunidades.

A Prefeitura, baseada no Decreto 7.053 do Comitê POP Rua, da Coordenaria de Proteção a População de Rua e Políticas sobre Drogas – COPRAD, já atendeu 821 pessoas, qualificou profissionalmente 450, 68 concluíram o tratamento de dependência química, 23 concluíram o EJA e aumentou o número de vagas para tratamento de dependentes químicos de 100 para 130. O número de comunidades terapêuticas participantes também ampliou, passando de cinco para sete, desde a parceria feita com o Termo de Colaboração efetivado em 2018.

Os cursos profissionalizantes são realizados em parceria com o Sistema S, através da Subsecretaria de Políticas para as Mulheres e da Fundação Social do Trabalho. Já as aulas do EJA, acontecem dentro do Esquadrão da Vida (53 alunos). Neste ano, um novo pólo será aberto no Projeto Jaboque, para 40 alunos, ambos em parceria com a Secretaria Municipal de Educação. A assinatura contempla ainda o projeto de hortas orgânicas, quando os pacientes têm a oportunidade de cultivar os hortifrutis que servirão de alimento para a própria comunidade e também podem vender por meio do ônibus Saladão.

As secretarias envolvidas são: SAS, SDHU, Semed, Sedesc, Funesp, Sesau, Guarda Municipal e Segov.

Fonte: R7

Usamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência.