ENDEREÇO:
Núcleo Rural Alexandre Gusmão - Gleba 03 Lote 369 Chácara 03 e 04
Ceilandia - Brasília/DF
INFORMAÇÕES DE CONTATO:
[email protected]
Tel: (61) 3375-5578 / 3375-6381
Cel: (61) 98442-3416

UFMG alerta para risco de aumento do consumo de drogas/álcool

O aumento do consumo de álcool neste período de isolamento social acende o alerta para o risco da dependência química. A informação é do professor do departamento de saúde mental da Universidade Federal de Minas Gerais, Frederico Garcia.

Quando o isolamento social foi anunciado como medida para conter a disseminação da covid-19 no Brasil, ficou mais comum postagens em redes sociais de pessoas ingerindo bebidas alcoólicas ou fazendo menção a isso. O hábito de tomar uma cerveja, uma taça de vinho após o expediente ou durante uma live do artista favorito, segundo mostram as publicações, tem se tornado constante.

Para Frederico Garcia, com esses momentos de grande tensão, de grande estresse, grande incerteza, a gente fica mais frágil, mas é importante buscar outras formas para aliviar a angústia e o estresse e manter uma regularidade no ciclo.

Uma tentação que vai surgindo aos poucos é a ideia de que a gente pode aliviar as preocupações com consumo de álcool. Isso muito preocupa a gente que trabalha com dependência química porque é nesses momentos de grande tensão, de grande estresse, que a gente fica mais frágil e mais vulnerável para se tornar dependente químico.

Cintra IT - Seu site profissional responsivo! Ligue (61) 98416-7091

Garcia ainda chama atenção para os casos em que as pessoas já têm o hábito de beber muito, de beber regular ou de usar alguma droga.

“Às vezes pela privação, a falta dessa droga por causa da questão do isolamento, vão ter sintomas de abstinência e esses sintomas são caracterizados pelo aumento da irritabilidade, dificuldade de dormir, impaciência, até agressividade”, explica.

A dica para quem encontrou no álcool um companheiro diário para aliviar a tensão é manter regularidade no ciclo de acordar e dormir, evitar assistir televisão a noite toda e usar menos as redes sociais. “Manter um ritmo, de acordar, de dormir, de comer, fazer uma agenda toda segunda-feira para ter o que fazer ao longo da semana e praticar atividades físicas, que é muito importante”.

Fonte: Rádio Itatiaia

Cintra IT - Tudo para sua empresa ou negócio viver bem na web.

Usamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência.