JavaScript must be enabled in order for you to see "WP Copy Data Protect" effect. However, it seems JavaScript is either disabled or not supported by your browser. To see full result of "WP Copy Data Protector", enable JavaScript by changing your browser options, then try again.
ENDEREÇO:
Núcleo Rural Alexandre Gusmão - Gleba 03 Lote 369 Chácara 03 e 04
Ceilandia - Brasília/DF
INFORMAÇÕES DE CONTATO:
[email protected]
Tel: (61) 3375-5578 / 3375-6381
Cel: (61) 98442-3416

Drogas: família destruída

O uso das drogas é um problema mundial. Atinge muitas pessoas entre todas as idades e sexos, mais em sua maioria, a juventude. O termo droga se refere a substâncias viciantes sejam elas Ilícitas ou ilícitas. Quando a droga para de ser diversão e começa a virar vício (que não demora muito para acontecer), começa a destruir muito mais do que a saúde, o emocional e o cérebro, ela começa a destruir a família.

A família é base da vida e muitas vezes ao reconhecer um dependente químico dentro de casa, luta com todas as forças para salvar aquela vida sem afetas a base familiar. Mais nem sempre isso é possível. Nesse artigo vamos falar sobre como a droga pode destruir uma família.

Quando um pessoa vira dependente químico a família vai adoecendo junto e entrando em colapso. Principalmente as mães tendem a sofrer mais, e também, estarem mais dispostas a ajudar. Mais a pergunta é, como fazer para ajudar? Como tratar? A resposta é, quanto mais rápido o tratamento melhor a recuperação.

Dependentes químicos mentem muito. Fazem isso a maioria das vezes de uma forma que faz parecer verdade. Como familiar duvide sempre de sua palavras. Fique atento a comportamento estranhos principalmente em adolescentes e jovens. Como:

1- Tolerância

O dependente precisa de mais quantidade da mesma substância para obter os mesmos efeitos, ou da acentuada diminuição dos efeitos mediante o uso contínuo da mesma quantidade da droga.

2- Síndrome de abstinência

O dependente sente mal-estar quando pára de usar a droga (forte ansiedade, agitação, náuseas, vômitos, insônia, dor, depressão etc.).

3- Obsessão

Para adquirir a droga, o dependente faz coisas absurdas como roubar, gastar exageradamente, entrar em dívidas (até com os traficantes).

4- Exagero

A substância é usada em grandes quantidades e por um tempo maior do que o desejado.

5- Isolamento

Devido ao uso da substância, o dependente reduz ou abandona atividades profissionais, recreacionais e sociais.

A família deve ser firme e não ceder em nenhum tipo de ajuda financeira, para que o indivíduo assuma as conseqüências da decisão de usar a droga. O dependente químico que não quer ajuda, destrói a própria vida e pode acabar com a vida dos que estão ao seu redor, seja financeiramente, com estresse, doenças físicas e emocionais, entre outras.

Como ajudar um familiar que está com vícios?

A melhor forma de ajudar é acolher e mostrar que ele pode contar com você. Mostre empatia e passe confiança. Seja companheiro. Mostre forma de sair do vício e como isso é prejudicial.

Tratamento de Dependência Química

Possuímos tratamentos para dependentes químicos (álcool e drogas) e depressão. Utilizando métodos consagrados da comunidade científica internacional e também de comunidades terapêuticas de todo o mundo, para a recuperação de seus pacientes. Com o crescimento alarmante do número de dependentes químicos, foi desenvolvido um projeto terapêutico adaptado às necessidades específicas de cada faixa etária e sexo, afetada pela adicção, ou seja, o paciente é avaliado pela equipe multidisciplinar e será elaborado um programa de tratamento específico para ele. Com linguagem e conteúdo direcionado, objetivando o resgate social e comportamental destes indivíduos.

Preencha o formulário de contato ou clique no botão do WhatsApp flutuante do nosso site que um de nossos especialistas irá entrar em contato com você! Nós podemos te ajudar!

Usamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência.