ENDEREÇO:
Núcleo Rural Alexandre Gusmão - Gleba 03 Lote 369 Chácara 03 e 04
Ceilandia - Brasília/DF
INFORMAÇÕES DE CONTATO:
[email protected]
Tel: (61) 3375-5578 / 3375-6381
Cel: (61) 98442-3416

Cartilhas lançadas pela SENAPRED

A Secretaria Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas (Senapred), do Ministério da Cidadania, lançou no mês de outubro de 2020 três cartilhas que foram organizadas por Paulo Martelli, Coordenador Nacional da Mobilização Freemind e Presidente da Associação ISSUP Brasil e sua equipe.

Disponíveis em formato impresso e digital, tratam de forma didática dúvidas comuns de como funciona a legislação de drogas no Brasil, além de reunir dicas de como pais e responsáveis podem agir na prevenção do uso precoce de drogas por seus filhos e informações sobre como ajudar famílias e dependentes químicos a superarem o vício e as consequências dele.

O material é destinado ao público em geral. Ao todo, 9.300 unidades de cada cartilha serão entregues a Conselhos Estaduais de Políticas sobre Drogas e Órgãos Gestores Estaduais de Políticas sobre Drogas (31 Conselhos ou Órgãos).

Outras 700 unidades de cada cartilha serão para a distribuição pela SENAPRED e 6.000 unidades vão para a Confederação Nacional dos Municípios (CNM). Ao todo, serão 48 mil cartilhas produzidas, sendo 16 mil de cada uma.

Cintra IT - Seu site profissional responsivo! Ligue (61) 98416-7091

“O lançamento dessas três cartilhas reúne orientações sobre as mudanças legislativas ocorridas e sobre ações de Prevenção ao Uso de Drogas e Tratamento de Dependentes Químicos. Com isso, o Governo Federal trabalha para disseminar informações importantes na área de redução de demanda de drogas”, afirmou o secretário nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas, Quirino Cordeiro.

A Nova Política Nacional Sobre Drogas tem quatro eixos de ação: prevenção, tratamento – que inclui o acolhimento, a recuperação e reinserção social – redução da oferta e apoio a estudos e pesquisas. Alguns dos focos da nova política são direcionados ao acolhimento e tratamento do dependente químico por meio da abstinência e fortalecimento das comunidades terapêuticas, integração de políticas nacionais e internacionais, com ações conjuntas da iniciativa pública e privada e reconhecimento das diferenças entre o usuário, o dependente e o traficante de drogas, tratando-os de forma diferenciada.

Fonte: Ministério da Cidadania e Freemind

Cintra IT - Tudo para sua empresa ou negócio viver bem na web.

Usamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência.